Coisa de Mãe

Amor que não se mede

13 Comentários

Descobri o amor incondicional quando amamentei meus filhos. Não sei se já falei isso por aqui… Quando os recebi nos braços, numa sala fria de hospital, ainda não sabia o quanto os amava ou mesmo se os amava… A dor inicial, a falta de jeito, a insegurança e, principalmente, a superação de todas essas dificuldades é que me fizeram entender que eu tinha descoberto o “maior amor do mundo”. Eu estava amamentando João Marcelo quando, de repente, lágrimas rolaram copiosamente. E não eram de tristeza. Eram de uma felicidade plena. Um ano de amamentação, apesar de todas as restrições alimentares que sofri devido à alergia dele à proteína do leite de vaca. Muito leite doado ao Imip e uma total realização como mãe. Valentina me comovia todas as noites com sua avidez e persistência. Não largava o peito. É verdade que eu quase morri de tanto amamentá-la, mas fomos até o fim. Seis meses exclusivos de leite materno e ela ainda mamou até um ano e quatro meses. Não chegamos aos dois anos que a Organização Mundial de Saúde orienta, mas chegamos ao nosso tempo. Tenho uma relação com meus filhos muito amorosa e de confiança. Confio no amor deles por mim. Assim como, tenho certeza, João Marcelo e Valentina confiam no meu amor por eles. Nós nos entregamos mutuamente e vivemos essa entrega da maneira que podemos, com a intensidade que cada um tem para dar. Devo grande parte dessa entrega à amamentação. Devo grande parte desse amor às noites de aconchego, felicidade e insônia que só uma mãe conhece… Talvez, por isso, na Semana da Amamentação, todo ano, eu tento “pagar” meu débito, compartilhando, com todos e todas que me acompanham pelo blog, esse amor que a gente nunca vai conseguir medir…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 Comentários

  1. Chris, entendo perfeitamente seu sentimento, amamentei Guilherme exclusivamente por seis meses e até dez meses ao todo, pois ele comia tanto que não quis mais o peito. Eu que sempre achei que não tinha jeito para ser mãe, me vi sendo doadora de leite para uma amiga que teve quadrigêmeos, e como me orgulho disso, temos um vínculo que não tem como explicar, sou mãe de leite de quatro crianças. Agora que a chegada do meu Joaquim se aproxima, eu já estou completamente preparada para dormir pouco, passar por todas as dificuldades, mas ter o maior prazer do mundo. Amamentar é mágico, só uma mulher para conseguir isso.

  2. Rê, acho que a palavra é a que você usou mesmo: “mágico”. Bjs.

  3. Esse realmente é um momento magnífico na vida de todas as mamães!

    Parabéns pelo lindo post!

    Aline da Babycub

  4. Oii Cris,
    Tenho passado por isso agora, meu filho tem 3 meses e só eu sei o que tenho passado para amamentá-lo, ele é muito faminto e por isso mama a cada 40 minutos ou menos as vezes.
    Mas o amor que descobri com ele tem sido maior que as noites mal dormidas.
    Sinto plena e muito feliz com ele nos meus braços.
    Beijinhos

  5. Olá Christiane!

    Puxa que matéria interessante. Eu passei também por momentos difíceis com meu primeiro filho o Miguel, pois ele era alérgico a proteína do leite de vaca e, descobrir isto quando era ainda bebezinho, meu marido estava tomando sorvete e o beijou no rosto e logo a criança ficou totalmente trasnformado. Ficamos desesperados mas depois fomos orientados do problema.
    Mas minha maior alegria era saber que tinha muito leite materno para alimentá-lo e isto foi muito bom. Mesmo voltando a trabalhar deixava mamadeiras de leite materno para ele. Logo deixei o trabalho para cuidar do meu amado filho e, que coisa maravilhosa quando temos este privilégio de cuidadr de nossos filhos, isto dinheiro nenhum poderá pagar a recompensa que nos proporciona.
    Bom, o Miguel foi amamentado com leite mateno até 2 anos e 3 meses, neste período sem qualquer ingestão de leite de vaca. Agora ele já está com 5 anos é um garoto saudável, intelegente, amoroso e muito grudado com a mamãe coruja. Ele fala a todo tempo do amor que sente por mim, isto me deixa muito confiante, me inspira a muitas coisas boas para dar a meu filho e protegê-lo sempre.
    Ser mãe é a maior dádiva que recebemos de Deus. Amar nossos filhos podemos até imaginar como este amor é capaz de superar qualquer problema, por mais difícil que seja.

    Um abraço!

    Andreia Coelho
    Sorocaba-SP

  6. Também sou mãe e estou amamentando… comprei uma máquina de tirar leite e acabei ganhando outra igual… estou vendendo.. alguém tem interesse? Marca medela.. bomba elétrica dupla! Muito boa, fácil e rápida de usar! Vamos doar leite, mamães! =)

    Se alguém quiser comprar entrem em contato pelo site http://www.bsbmiami.com

  7. Também sou mãe e estou amamentando… comprei uma máquina de tirar leite e acabei ganhando outra igual… estou vendendo.. alguém tem interesse? Marca medela.. bomba elétrica dupla! Muito boa, fácil e rápida de usar! Vamos doar leite, mamães! =)

    Se alguém quiser comprar entrem em contato pelo site

  8. Olá Christianne

    Achei lindo o modo como você descreveu a amamentação eu sou mãe do Bernardo um anjinho lindo que passou por muita dificuldade quando nasceu ele não tinha forças para mamar porque nasceu com problemas respiratórios, graças a DEUS depois de 8 dias internado na UTI meu filho ficou otimo e hoje está com 3 mêses de vida e mama igual a um “bezerrinho” kkk muito forte e amoroso realmente amamentar reforça muito os laços de mãe e filhos eu em pouco tempo de amamentação ja sinto o quanto somos próximos devido a esse momento tão prazeroso eu me identifiquei quando li você descrevendo que chorou ao ver seu filho mamar eu chorei tambem ainda mais que meu filhotinho não teve forças no primeiro momento então quando eu vi ele mamando com tanta fome com tanta força eu me senti tão bem como se eu pudesse dizer a ele : isso meu filho fique forte atravéz do que eu posso lhe oferecer. Em fim ser mãe é uma dádiva e amamentar é um momento inesquecível felizes as mamãezinhas que curtem como nós.!!!! Beijão amei o blog

  9. Olá querida

    amei sua descrição de amamentar
    eu sou mãe do Bernardo um lindo anjinho de 3 meses no inicio ele teve problemas respiratórios e não tinha forças para mamar então o dia que ele teve forças que saiu da UTI e mamou em mim eu tambem chorei de emoção foi maravilhoso ver e sentir o carinho essa troca especial que só nós mães temos a chance de viver!!! Parabéns pelo blog

  10. Gostei muito do post!

    Se puder, depois olha meu blog, estou com uma parceria com a Baby Rogers e estou postando informações de diversos produtos!

    Beijos e muito sucesso!

    http://quesejapink.blogspot.com.br/

  11. Parabéns pelo blog! Muito sucesso!

    Gostaria de aproveitar e divulgar meu piloto de série que retrata mães reais…espero que goste…

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Nk5Vn_im0LM#!

    um beijo

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios assinalados *.


© Copyright COISA DE MÃE - Criado pela Tante utilizando Wordpress.