Coisa de Mãe

Porque o tempo não para

6 Comentários

Valentina completou 2 anos e 4 meses no último dia 10. Há algum tempo, vinha pensando um pouco no tempo que dedico a ela e a João Marcelo e no tempo que dedico a mim. E em como estava precisando de mais tempo… para mim. Confesso que me decepcionei um pouco comigo mesma e cheguei até a me sentir culpada. Sim, culpa, essa palavra que a gente só entende verdadeiramente o significado depois que é mãe. Mas, como? A maternidade me faz um bem enorme! Como, se estou sempre tão feliz ao lado deles? Quer dizer que a maternidade não me preenche da forma que eu imaginava? Esses questionamentos foram sendo feitos aqui dentro e uma pequena revolução aconteceu. É maravilhoso ser mãe. Sou muito feliz com eles e agradeço todos os dias pela graça da maternidade, mas a minha vida é mais que isso. Sou também uma profissional, uma mulher. Mudei um pouco a agenda deles e, consequentemente, a minha. Eu já falei em outros posts que trabalho apenas na parte da manhã. O horário da tarde é dedicado às crianças. De repente, nós estávamos com compromissos todas as tardes. Segunda, terça, quarta, quinta, com exceção da sexta, que guardo para viajarmos ou fazermos algo diferente. E eu não tinha tempo para nada! Nem para fazer a unha! Cortar e pintar o cabelo eram missões quase impossíveis. Confesso que essas constatações foram me sufocando até que ouvi de um terapeuta a seguinte metáfora: “Você já prestou atenção que no avião, em caso de falta de ar, eles orientam que o adulto coloque primeiro a máscara em si próprio e que só depois coloque a máscara na criança?” Passei dias pensando na minha falta de ar e em como isso poderia estar refletindo negativamente na minha relação com os meus filhos. Estava mais impaciente, sempre cansada e estressada. Resolvi mudar algumas coisas. Concentrei as atividades das crianças nas segundas, terças e quintas. Tirei a quarta-feira para mim e a sexta continua sendo aquele dia que faço programas mais especiais. Fez uma diferença. Um único dia e eu me sinto mais leve, mais tranquila e, acreditem ou não, uma mãe um pouco melhor…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 Comentários

  1. Sábia decisão Chris. “Mãe feliz, filhos felizes”. Tirar pelo menos um dia para se cuidar realmente faz enorme diferença. Ótima postagem. Beijos.

  2. Obrigada, querida! Concordo com você: “mãe feliz, filhos felizes”! Bjs.

  3. Adoro quando encontro mães como eu…é um bálsamo saber que não estou sozinha na busca pelo equilíbrio entre ser mãe e mulher!

  4. Myriam, sinto o mesmo quando leio depoimentos como o seu! Obrigada!

  5. nossa que alivio encontrar seu blog. este post reflete meu atual momento. preciso mudar. por mim e pela pequena.
    obrigada!

  6. Eu gostaria de trocar mais ideias com pessoas que compreendessem e pudessem talvez emprestar um pouco a lanterna que iluminasse o caminho por onde também quero seguir: o da paz e do equilíbrio. Hoje estou em um daqueles “baixos” da montanha-russa. No próximo semestre também estou me esforçando por deixar a 4ª livre para mim. Ando tão impaciente, decepcionada e não aguento mais me sentir “sem vida própria”. Como dá pra ser uma boa mãe desse jeito? Ainda bem que existem blogs como esses por aqui!

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios assinalados *.


© Copyright COISA DE MÃE - Criado pela Tante utilizando Wordpress.